ATIVIDADES COMPLEMENTARES

O currículo do Curso de Graduação em Geografia da UFBA prevê realização de atividades complementares em cumprimento a Resolução no. 02 do CNE (Conselho Nacional de Educação) de 19/02/2002, que determina para os cursos de Licenciatura, a obrigatoriedade de 200 horas de carga horária em forma de atividades acadêmico-científico-culturais diversas das atividades de prática de ensino, estágio ou aulas. Compreendendo a importância das atividades complementares para a formação do egressos na modalidade de Bacharelado, a carga horária dessas atividades também será de 200 horas. A regulamentação das atividades complementares está estruturada na proposta de resolução a seguir.

Regulamenta as Atividades Complementares no Curso de Graduação em Geografia

Artigo 1º - Atividades Complementares é um conjunto de experiências de aprendizagem realizadas na UFBA ou em outras instituições, programas, serviços de natureza educacional, que têm como objetivo ampliar as possibilidades de aprendizagens teóricas e práticas no campo da Geografia e em áreas correlatas, através do aproveitamento das experiências extracurriculares.

Parágrafo Único - As atividades Complementares são de natureza obrigatória para o aluno e serão coordenadas pelo Colegiado do Curso de Graduação em Geografia.

Artigo 2º - São consideradas Atividades Complementares as seguintes modalidades: pesquisa, extensão, estágio, programas especiais, cursos, disciplinas de graduação, atividade curricular em comunidade e eventos acadêmicos.

Parágrafo 1º - Na modalidade pesquisa serão consideradas as atividades desenvolvidas pelo aluno, como bolsista ou voluntário, em projetos da UFBA ou que tenham vinculação com a UFBA.

Parágrafo 2º - Na modalidade extensão serão consideradas as atividades desenvolvidas pelo aluno na condição de bolsista ou voluntário em projetos desenvolvidos pela UFBA ou que tenham vinculação com a UFBA.

Parágrafo 3º - Na modalidade estágio serão consideradas as experiências desenvolvidas sob essa denominação, em campo de trabalho profissional em instituições públicas ou privadas e que a carga horária não tenha sido aproveitadas em outras modalidades.

Parágrafo 4º - Na modalidade programas especiais serão consideradas as seguintes atividades institucionais oferecidas pela UFBA: Programa de Iniciação a Docência (PIBID), Programa Especial de Treinamento (PET), Programa de Monitoria, Programa de Bolsas Trabalho, Programa Permanecer e quaisquer programas acadêmicos, envolvendo alunos, que venham a ser criados.

Parágrafo 5º - Na modalidade cursos serão considerados cursos de qualquer natureza, oferecidos em quaisquer instituições, nos quais o aluno tenha participado como aluno ou instrutor/professor, excetuando-se, neste último caso, as atividades decorrentes de exercício profissional.

Parágrafo 7º - Na modalidade eventos acadêmicos serão consideradas atividades como: congresso, seminário, simpósio, mesa-redonda, palestra, conferência, oficina, debate, jornada, encontro e outros similares, realizadas por quaisquer instituições, das quais o aluno tenha participado como ouvinte, apresentador ou organizador.

Parágrafo 8º - Sob nenhuma hipótese serão computadas mais de uma vez atividades que pertençam a mais de uma modalidade das Atividades Complementares.

Artigo 3º - Para integralização curricular, as atividades complementares será exigida uma carga horária total de 200 horas para as modalidades de curso de Bacharelado ou Licenciatura.

Artigo 4º - Serão reconhecidas como Atividades Complementares as atividades desenvolvidas pelo aluno do primeiro ao último semestre do curso de graduação em Geografia, inclusive nos períodos de greve, trancamento de matrícula ou de inscrição em disciplina.

Artigo 5º - No semestre de conclusão do curso o aluno se inscreverá em Atividades Complementares.

Parágrafo 1º - Antes do encerramento do semestre de conclusão do curso, o aluno deverá protocolar no Colegiado do Curso os comprovantes das Atividades Complementares apresentando, na ocasião, os originais e cópias a serem autenticadas pelo funcionário que os receber.

Parágrafo 2º - Os comprovantes das Atividades Complementares deverão conter: timbre da instituição, assinatura do responsável pela instituição ou pelo estágio, descrição das atividades realizadas pelo estagiário, data de início e término do estágio, carga horária total.

Parágrafo 3º - O Colegiado fará o aproveitamento das experiências de Atividades Complementares.

Parágrafo 4º - O parecer elaborado pelos professores será apreciado em reunião plenária do Colegiado e os resultados individuais registrados no SIAC.

Parágrafo 5º - Não serão atribuídas notas ou menções de aprovação ou reprovação nessa atividade, sendo registradas nos históricos escolares apenas Atividades Complementares, com a carga horária total e os nomes das modalidades realizadas, com as respectivas cargas horárias parciais.

Parágrafo 6º - Os alunos que não apresentarem comprovação de 200 horas de Atividades Complementares para o Bacharelado ou Licenciatura, dentro das condições estabelecidas nesta Resolução, poderão permanecer matriculados por mais um semestre para integralização da carga horária.

Artigo 6º - O disposto nesta Resolução se aplicará aos alunos com ingresso a partir da aprovação final deste projeto pedagógico.

Artigo 7º - As atividades Complementares comprovadas em uma habilitação serão aproveitadas no caso de reingresso na segunda habilitação

ESTAGIO SUPERVISIONADO

Elemento constitutivo fundamental do currículo do curso, o estágio supervisionado representa uma das importantes atividades de coroamento do curso de Licenciatura. Esta atividade constitui-se num elemento integrador do saber acadêmico e o exercício da prática profissional, proporcionando o desenvolvimento das competências e das habilidades do futuro profissional.

O estágio supervisionado é obrigatório e terá sua realização e regulação baseada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96); nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Licenciatura em Geografia (Resoluções CNE/CP n.º 1 de 18/2/2002 e CNE/CP n.º 2 de 19/2/2002); e na Lei nº 11.788/2008. Segundo essas legislações será vivenciado durante o curso de formação, com tempo suficiente para abordar as diferentes dimensões da atuação profissional.

O estágio supervisionado possui uma carga horária total de 408 horas, distribuídas em quatro semestres consecutivos, a partir do 5o. semestre do curso. O estágio supervisionado perpassa as disciplinas: Didática e Práxis Pedagógica em Geografia I (102 horas); Didática e Práxis Pedagógica em Geografia II (102 horas); Didática e Práxis Pedagógica em Geografia III (102 horas); e Didática e Práxis Pedagógica em Geografia IV (102 horas).

Serão considerados campos de estágio as escolas municipais e estaduais, preferencialmente localizadas no município de Salvador, que desenvolvam atividades na Educação Básica, em especial, do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental e nos três anos do Ensino Médio. A definição das escolas participantes está a cargo dos docentes responsáveis pelas disciplinas relacionadas ao estágio curricular supervisionado. Após a definição dessas escolas, os professores deverão encaminhar, semestralmente, a relação de alunos e escolas ao Colegiado de Curso.

As atividades desenvolvidas nos estágios deverão, obrigatoriamente, estar vinculadas ao perfil do egresso do curso, contendo em suas diversas etapas, de acordo com o planejamento dos professores responsáveis, conter:

- Atividades preparatórias às práticas pedagógicas e de avaliação através da observação de espaços escolares para diagnóstico, planejamento, pesquisa, estudos e reflexão das situações didáticas na prática pedagógica, desenvolvendo propostas de aplicação em aulas, tutorias e oficinas. - Práticas de docência supervisionada pelo professor da escola onde se realiza o campo de estágio e orientada pelos professores vinculados a UFBA.

Com base na regulamentação (2012) apresentada pela FACED/UFBA, unidade que concentra as disciplinas vinculadas ao estágio curricular supervisionado, foram transcritos e adaptados pontos específicos para o curso de Licenciatura em Geografia, que seguem abaixo, sob a forma de Regulamento.

Regulamento do Estágio no Curso de Licenciatura em Geografia

Artigo 1º - Estágio é o conjunto de experiências e vivências de trabalho, supervisionadas e realizadas em instituições, programas e serviços de natureza educacional. Essas experiências devem ser diversificadas tanto em relação aos espaços onde serão desenvolvidas como em relação às funções realizadas.

Artigo 2º - O Estágio será desenvolvido através de 4 (quatro) componentes curriculares em que o aluno deverá se inscrever no período da matrícula oferecidos a partir do quinto semestre do curso: Didática e Práxis Pedagógica em Geografia I (102 horas); Didática e Práxis Pedagógica em Geografia II (102 horas); Didática e Práxis Pedagógica em Geografia III (102 horas); e Didática e Práxis Pedagógica em Geografia IV (102 horas). ‘ Artigo 3º - Em cada componente curricular do Estágio haverá um professor responsável que dará orientações em reuniões que acontecerão semanalmente, sendo que o mesmo professor distribuirá seus alunos para os locais do estágio. Este professor também visitará, pelo menos, duas vezes por semestre o aluno estagiário, acompanhando-o, avaliando-o e registrando as informações sobre sua atuação para futuras sugestões e encaminhamentos nos encontros semanais com a turma.

Artigo 4º - No início do semestre o professor de Estágio fará uma reunião com os alunos inscritos com os seguintes objetivos:

a) apresentação do presente Regulamento; b) coleta de informações referentes às áreas, locais e horários de realização dos estágios; c) agendamento de encontros periódicos para reflexão e análise crítica das experiências dos discentes nos locais de estágio.

Artigo 5º - São atribuições do Professor de Estágio: a) acompanhar periodicamente as experiências de estágio; b) reunir-se periodicamente com os alunos agrupados por áreas de atuação e fornecer-lhes as orientações pedagógicas necessárias; c) registrar o desempenho dos alunos nas atividades de estágio e arquivar os documentos comprobatórios; d) emitir parecer final sobre o desempenho e cumprimento da carga horária dos alunos prováveis concluintes.

Artigo 6º - São atribuições do estagiário a) Desenvolver as atividades de acordo com as normas internas da Universidade e das instituições parceiras, compreendidas como campos de estágio, sempre dentro dos preceitos da ética profissional e atendendo ao acompanhamento e avaliação de seu desempenho e aproveitamento. b) Participar ativamente das atividades acadêmicas e/ou do campo programadas para o estágio. c) Registrar por escritos problemas observados do decorrer dos estágios, inclusive no caso de solicitação de mudanças, e encaminhar ao professor orientador e ao Colegiado de Curso. d) Cumprir rigorosamente a atividades planejadas e carga horária, bem como atentar aos aspectos relacionados a freqüência. e) Entregar ao final de cada componente do estágio, ao professor responsável os relatórios circunstanciado e analítico sobre as atividades desenvolvidas. f) Entrega de todos os relatórios desenvolvidos ao longo do estágio, com o parecer final do professor de estágio, ao Colegiado de Curso, em arquivo digital e formato PDF.

Artigo 7º - Nos componentes de Estágio, o aluno será avaliado, obtendo no final uma nota resultante da apresentação de relatório circunstanciado e analítico sobre as atividades desenvolvidas. Parágrafo Único – Obtendo a nota 5,0 (cinco) o aluno será considerado aprovado. Com a nota abaixo de 5,0 (cinco) o aluno será conduzido a refazer sua prática ou seu relatório a fim de obter, pelo menos a nota 5,0 (cinco), conforme as regras da Universidade.

Artigo 8º - Poderá ser aproveitado como estágio, o efetivo exercício profissional na área da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, realizado no período do curso, observando-se o limite máximo de 200 horas.

Parágrafo Único - O procedimento para requerer aproveitamento será de iniciativa do aluno que encaminhará ao Colegiado do curso, no semestre anterior a matrícula em EDCA26 Didática e Práxis Pedagógica em Geografia II (EDCH86 Estágio III em Geografia e EDCH87 Estágio IV em Geografia) requerimento próprio e anexará documento que comprove regência de classe de, no mínimo, um ano letivo, expedido por órgão competente (Secretarias Municipais de Educação, Coordenadoria Regional de Educação, Secretarias de Escolas Particulares).

JUSTIFICATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA O BACHARELADO

Com base no parecer CNE/CES – 492/2001, de não explicitar de uma forma clara a obrigatoriedade, de se estabelecer no curso uma carga horária específica de Estágio Supervisionado na referida habilitação em Geografia, a Comissão responsável pela Reforma Curricular do curso de Geografia, definiu não instituir uma carga horária obrigatória para o curso de bacharelado, face às dificuldades de manter um convênio permanente e continuado com instituições públicas ou privadas onde o bacharelando em Geografia possa desempenhar suas funções de geógrafo.